quarta-feira, 31 de maio de 2017

Sem planejar



Sem esperar surgiste
Quando nada mais do amor aguardava
Meu mundo de sonho vazio estava
Submerso em sua habitual escuridão 
Triste e solitária

Como um raio de sol
Entraste em minha vida
Antes consumida pelo breu da insatisfação
Infeliz no percorrer de sua trajetória
Tão vazia e frustrante

E num  inesperado instante...
Com beleza descomunal e inebriante
Vi a luz de teu brilho viciante
Sensual e apaixonante

Sem planejar te olhei
Por ti me encantei
E quando dei por mim
Mergulhada estava no lago azul
De teus olhos tristes

Sem querer te amei
Sem esperar te quis
Sem planejar sou tua

E em mais um sonho me entrego 
Minhas fantasias em noites de lua ...


Elodia




Nenhum comentário:

Postar um comentário